Importante
Pensando em aproveitar a Black Friday? Confira cinco dicas para fugir de golpes virtuais
Criminosos se aproveitam do crescimento de vendas online no fim de ano para roubar dados pessoais e bancários de internautas

Publicado em 19/11/2021 12:32 - Atualizado em 19/11/2021 12:32

Foto/Reprodução


Do R7 - A Black Friday chegou ao país há poucos anos, mas já conquistou o coração dos brasileiros que buscam boas ofertas e preços mais baixos, algumas vezes até antecipando as compras de Natal. Entretanto, especialistas em cibersegurança alertam para o aumento das ações de criminosos virtuais nesta época do ano.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Golpes comuns, como a criação de sites falsos de empresas e marcas famosas para o roubo de dados pessoais e bancários ou até mesmo lojas virtuais que realizam vendas e não enviam os produtos, são tradicionais na Black Friday.

A tendência é que esses crimes virtuais cresçam até 30% nesta fase do ano.

"Cibercriminosos utilizam datas como a Black Friday e o Natal para aplicar golpes, pois parte da população busca por boas oportunidades de compra e movimenta o comércio neste período”, conta Caio Telles, CEO da BugHunt, empresa especializada em cibersegurança.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Com a proximidade da Black Friday, que acontecerá no próximo dia 26, o R7 separou cinco dicas que podem ajudar os consumidores a fugir de golpes virtuais e garantir ofertas boas e seguras.

Checar o site

Antes de realizar a compra com um preço tentador, certifique-se de que não está acessando um site falso que simula o portal de alguma grande empresa. Uma das formas de fazer isso é checando o endereço do site, que pode conter pequenas diferenças se comparado ao original.

Conheça 06 contas digitais que oferecem empréstimo sem burocracia

Outra dica importante é duvidar de links enviados por email. Sempre verifique o endereço que enviou o email e tente buscar a promoção diretamente no site da loja.

Duvidar de perfis em redes sociais

O grande alcance das redes sociais também é utilizado por criminosos para disseminar golpes, muitos destes com o objetivo de recolher dados pessoais e bancários usando promoções falsas como pretexto. Não clique em links duvidosos e evite contas de usuários ou empresas desconhecidas que ofereçam vantagens.

Desconfie de valores baixos

Golpistas podem usar preços abaixo dos praticados no mercado para atrair a atenção de vítimas, que, seduzidas pela oportunidade única, são enganadas pelos criminosos. Segundo Telles, uma forma de saber se os preços condizem com os da média do mercado é utilizar plataformas que comparam o valor dos produtos. Geralmente esses sites também destacam a confiabilidade e mostram a avaliação feita por clientes no pós-compra.

Formas de pagamento

É comum que internautas se sintam inseguros em um usar o cartão de crédito ao realizar compras virtuais pela primeira vez. Entretanto, segundo Denis Riviello, da Compugraf, esse continua sendo o método mais seguro para pagamentos na internet.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Outra alternativa são as cada vez mais populares carteiras virtuais. As grandes empresas do setor que fornecem esse tipo de serviço podem ajudar os usuários caso haja algum problema relacionado ao pagamento que utiliza essa funcionalidade para a transação.

De olho na carteira: As moedas de 1 real mais valiosas do Brasil e quanto valem

Fuja das redes de wi-fi públicas

Redes de wi-fi de cafés e shoppings não são recomendadas para nenhum tipo de transação financeira, já que inúmeras pessoas podem estar conectadas ao mesmo roteador sem proteção alguma. Segundo Riviello, esse pode ser “um prato cheio” para os cibercriminosos invadirem computadores atrelados à rede e roubarem informações pessoais, como dados bancários.


COMPARTILHAR NO WHATSAPP